Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

t r i c i c l o ck

t r i c i c l o ck

03 Abr, 2021

Arte e cinema

 Roma Cidade Aberta [1945], de Roberto Rossellini: a) Quentin Metsys: «Ecce Homo» [detalhe]; Palácio Ducal de Veneza; 1526. Há um «Ecce Homo» muito parecido, do mesmo artista, num volante de um tríptico do Museu Nacional Machado de Castro. b) Marcelo Pagliero no papel do engenheiro Giorgio Manfredi, comunista e chefe da resistência, vítima de delação e morto pelos nazis após prolongada tortura, podendo divisar-se em fundo as fardas dos soldados da Gestapo. c) Diego (...)
25 Mar, 2021

Arte

Remeter para uma representação do mundo a justificação do mundo é uma alegoria que nos imortaliza.
18 Mar, 2021

Magnesia - 6

   Durante dias, sem paranças andou o frade, muito para além do que lhe impunha o dever. A justiça estava feita à medida dos atos praticados. Nada mais tinha remédio ou merecia reparo. João Vaz fora um batoteiro amotinado que pagou pelos atos cometidos. Longa aliás fora a sua vida. O que intrigava o franciscano era uma indefinível suspeição, como um prurido leve que se insinua sintomático de algo mais gravoso, mas em si mesquinho e desprezível.    Frei (...)
11 Mar, 2021

Magnesia - 5

   À vista de Lisboa, no limiar da primavera de 1644, o franciscano afastara já, definitivamente, a maravilha como possibilidade, pois nem a figura seria merecedora da intercessão, nem no resultado atingido se vislumbrou um grão de bondade. Desembarcado no cais da Ribeira das Naus, trazia na bolsa os dados que lançaram a perdição de João Vaz e uma dúvida para esclarecer. Passando entre os Paços Régios e o Palácio dos Corte-Real, o frade embrenhou-se no bulício (...)
04 Mar, 2021

Magnesia - 4

   Mentalmente, e após estes preâmbulos, considerou três chances a apurar: milagre, vício ou fortuna. Ao cabo de algum retiro e reflexão, escrevinhou umas notas numa folha de trapo, definindo, com o ceticismo próprio dos místicos ansiosos, um plano. Um milagre, rascunhou ele, é uma graça concedida pela Providência a quem dela faça merecimento e com ela atinja um fim justo que, de outra forma, seria inatingível. Deus concede a graça do milagre para que o destino (...)
26 Fev, 2021

Magnesia - 3

   O jogador autoriza então o último lance. O tísico rapazinho de morte anunciada esfrega os dados entre os dedos débeis e projeta-os contra o limite do recinto. Ouve- se um duplo batimento surdo contra a madeira, um entrechocado prolongado quando, incapaz de se conter, Fernão Álvares de Sousa se debruçou, como todos os outros, sobre as faces dos dados e, antes que a curiosidade se lhe saciasse, sentiu uma lâmina a desembainhar-se na falda da camisa do jogador. Deste (...)
19 Fev, 2021

Magnesia - 2

   Três vezes João lançou os dados e três vezes a sorte lhe deu o apostado doble de quinas. À terceira, os desafortunados oponentes, ao considerarem entre a ínfima probabilidade e o improvável milagre, deduziram a batota que acharam conforme à fama e ao cognome de João Ruim Vaz. Um deles declarou a suspeita e logo o ar se encrespou. O acusado, sem aguardar a palavra acusatória, pontapeou nos queixos o acusador, iniciando os restantes o alvoroço que atraiu o (...)
13 Fev, 2021

Magnesia - 1

   No dia 26 de Maio de 1643, a nau Santiago entrou na barra do ancoradouro de Quicombo, um pouco ao sul da cidade de S. Paulo de Luanda. A tripulação entregou às autoridades o marinheiro João Ruim Vaz já moribundo e posto a ferros, sob várias acusações, entre elas as de amotinação e ofensa à vida do capitão da nau. Poucos dias após, sob forte chuva tropical e na presença do governador Pedro César de Meneses, João Vaz foi sumariamente condenado e (...)
     É possível que em apenas dois versos sobre Fernando Pessoa, Miguel Torga tenha resumido o poeta da Mensagem: «Aranha que negava a própria teia / Que tecia.» (1) Creio ser de alguma vantagem estabelecer um fugaz confronto entre estes dois poetas. Não que julgue ter encontrado em Torga o antídoto capaz de fornecer a chave para decifrar a enigmática poesia de Pessoa, nem sequer o termo oposto, como se fossem dois pólos contrários que, uma vez acareados, gerariam uma (...)
  As linhas curvas Das ondas do mar Do dorso dos cavalos E os caminhos serpenteados da serra Na infantilidade do meu traço.   Que gozo pérfido eu sinto Quando risco ondas planas Exóticas caravelas achatadas E bizarros montes aplainados!   Genial é a ousadia humana Quando a perfeição de uma reta Emerge, negada a retidão, De uma pronunciada curva de betão Que, da terra ao azul imenso, Se faz branca estrada da imensidão.   imagem (...)